sexta-feira, 6 de junho de 2008

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Final de temporada de Supernatural

SUPERNATURAL chega ao fim de sua terceira temporada. depois de um ano em que os irmãos buscaram por uma saida para o pacto de Dean eis que o hellhound vem coletar sua alma e deixa seu corpo despedaçado nos braços de um Sam que parece ser indestrutível.
Faltando trinta horas para o fim do prazo Bob tem como localizar Lilith, demonio que detém o contrato sobre a alma de Dean, Sam tem a intenção de evocar outro demônio: Ruby, para conseguir uma faca que pode destruir o sobrenatural e com esta arma confrontar Lilith. Dean é contra, sim, pois qualquer atitude para romper o contrato terá como consequência a morte de Sam, a razão do pacto. Dean não quer ir para o inferno é claro mas não deixará de proteger seu irmão caçula.
Lilith está no corpo de uma menininha aterrorizando a família refém dentro de um condominio a mercê da fria criatura com aparência de anjo.
Bem, Sam acaba chamando por Ruby. Dean, que já sabia que ele o faria, luta com ela , ou melhor, apanha dela por tempo o suficiente para roubar a faca e prendê-la numa armadilha.
Seguem para o local onde os demônios circundavam Lilith.
De algum modo Ruby também aparece lá. Eles tem poucos minutos quando não conseguem mais detectar Lilith. Ela agora está no corpo antes utilizado por Ruby.
Sam pretende fazer um acordo agora mas ela, ciente de que os têm em suas mãos rejeita.
O cão do inferno ataca Dean . Não há o que fazer e Sam está indefeso diante de Lilith. O poder dela é imenso e o mundo some por alguns segundos quando Sam percebe que ele está ileso. Ela, surpresa, foge.
Sam abraça Dean a quem vemos imerso num mar de correntes no suposto inferno.

Melhor episódio da temporada, mais emocional do seriado todo. No fim, eu esperava que houvesse um desvio desse pacto, uma solução, um último às que virasse o jogo. Não aconteceu. Dean está morto, Sam só.
O que virá depois é uma incógnita que esperarei como tantos outros pelo mundo pelos próximos meses até a quarta temporada.